Cerrado Infinito

"Cerrado Infinito é o primeiro experimento de recriação de uma paisagem de cerrado

dentro de uma área urbana pública.

Um refúgio de plantas inevitavelmente extintas ao longo do desenvolvimento da cidade de São Paulo,

e expulsas para a periferia até seu completo desaparecimento. O projeto as resgata,

mapeando sobreviventes, coletando mudas e sementes para serem plantadas em conjunto,

 formando ao longo do tempo a visualidade dos extintos Campos de Piratininga.

   A tentativa é desprogramar territórios pela cidade, e devolver a terra a um marco zero, 

anterior á ocupação colonial. Também é um esforço para cultivar um terreno baldio e biodiverso, 

de plantas, animais e de pessoas á medida que recuperam a memória do lugar que habitam. 

O projeto, instaura um novo começo, onde os cidadãos são convidados a plantar cerrado, criar um

convivío cotidiano com essas plantas e uma nova cultura campestre pela cidade, 

que inverte a estética valorizando  uma  flora sempre desconsiderada, 

sistematicamente destruída, e vista como mato do atraso.

Trata-se entre outras coisas, de tomar ciência das histórias do nosso desenvolvimento e destruição, 

 trazendo á frente, a importância dessa pequena área de cerrado

 que já ocupou mais da metade da cidade. Este primeiro sertão, 

hoje extinto, esquecido e fora da cartografia do bioma, palco e origem

de toda a cultura sertaneja com sua culinária, música e comportamento, forjou uma cidade

que apaga seu reflexo caipira entre edifícios de vidro.

O projeto é um lembrete do paraíso perdido paulistano com sua natureza riquíssima e biodiversa, 

um mosaico de biomas, com delicados campos de cerrado,  várzeas pantaneiras 

e a exuberante floresta atlântica.

Se esta cidade é um modelo de desenvolvimento para o resto do pais, o projeto  não deixa de ser 

um monumento involuntário á nossa inabilidade como povo de evitar a destruição dos biomas

e da nossa identidade com a paisagem natural."

Este é um projeto complexo, para entender melhor do que se trata, entre no site.