BOAS MANEIRAS:

GEOFÁGOS EDUCADOS NÃO ACREDITAM EM LINHAS IMAGINÁRIAS

Demolir memórias não pode ser uma atividade honesta.

O espaço é o território onde o ser se concretiza  por Douglas de Souza Leão,  2009

 

Enquanto indivíduos, erguemos muros e os decoramos ao nosso bel-prazer. Já como sociedade, estamos sujeitos à coerção dos muros alheios. A ordenação social muitas vezes reprime a potência do indivíduo. Daniel Caballero expressa através das linhas e das formas a eterna luta do sujeito contra o espaço normativo. O mesmo espaço que nos permite tecer a vontade, é, por outro lado, o elemento que nos castra, pois agrega o peso sufocante do todo. O indivíduo passivo se cala em seu próprio desespero, e vive uma existência cheia de palavras não ditas. Geófagos é a expressão do sujeito ativo devorando os limites arbitrários e construindo a sua própria história.


Texto da exposição Boas maneiras: Geofágos educados não acreditam em linhas imaginárias na Casa do Olhar em St André